quarta-feira, 22 de junho de 2011

Entre os poréns.

Ela deixou de ser interessante. Deixou de acreditar em coisas absolutamente absurdas. Ela prefere não acreditar na vida. Ela cresceu e deixou de ser aquela criança. Ela perdeu as energias, a força e a alegria de viver. Ela conseguia se controlar, não foi forçada a nada. Não conseguia brincar, sentir, adorar. Não conseguia ser feliz. Talvez ela estivesse vivendo estre os poréns. Ela não tinha mais chances de viver. Só queria ser feliz, mas não conseguia. A tristeza, a angustia, as palavras malignas, deixava-a sem chance para continuar. Ela não podia se esforçar mais. Ela estava totalmente cansada. Não sabia começar. Sabia assobiar. Sabia ser sábia e, um dia, fora sabiá. Não mais sabia voar. Deixou escapar a vontade de aprender. Ela realmente deixou de ser interessante. Até conseguiu parar de sofrer, chorar, mas as lembranças ficou e ela não sabia o que realmente fazer. Estava entre os poréns da vida. Tudo tinha um porém, ela não entendia. Só queria ser feliz, mas tinha que carregar lembranças. Porém, a esperança. Contudo, há esperanças?

3 comentários:

  1. com certeza há esperanças. Se não houvesse esperanças nem sei como seria o mundo. Talvez péssimo.

    ResponderExcluir